Rebranding – O valor de se reinventar

Arte por: Luiza Dantas

Texto por: Letícia Mirelly e Rebecca Cavalcanti

Já ouviu falar de marcas que mudaram as “caras” ao longo de suas histórias? Você, certamente, já deve ter percebido que o Google adota diferentes ilustrações em sua logo na página inicial. 


85º aniversário de Lelia Gonzalez –   1 de fevereiro de 2020

Dia da Árvore 2013 (Brasil) – 21 de setembro de 2013

Esses desenhos são conhecidos como doodles e se modificam ao ganhar um novo significado de acordo com datas comemorativas, feriados nacionais e estrangeiros. Devido a essa constante mudança visual, o Google é um dos notórios casos que unem marketing e branding estratégico à favor de uma marca: as Marcas Mutantes. E assim como elas, outra estratégia nasce para ressignificar as marcas ao redor do mundo: o Rebranding. 

Mas o que é Rebranding?

O ato de dar um novo significado a um produto ou imagem de uma empresa é definido como rebranding. A ressignificação aplicada às marcas é embasada em planejamentos estratégicos e possui como um dos principais objetivos a mudança de perspectiva do público e, é claro, o estabelecimento de uma conexão com seus clientes, uma vez que se torna mais comum o vínculo emocional nos negócios.  

Falando em perceber…

A concessionária de serviços de telecomunicações, Oi, adequou a arte de se reinventar sem perder o conceito da sua logo. A comunicação, como algo totalmente mutável, é expressa nos diferentes desenhos do balão de diálogo no logotipo da Oi e, mesmo assim, esse processo não deixou de ser natural aos olhos do público, muitas vezes, passa até despercebido.


Você vai ficar mais atento agora, não é?

Um Rebranding que deu certo

Não é somente a mudança de uma logomarca que é capaz de definir o Rebranding. A Havaianas, uma das maiores e mais conhecidas empresas no Brasil, passou por situações que uma mudança brusca e revolucionária foi a única solução encontrada para mantê-la no mercado.   

Com apenas três opções de cores, preços muito baixos e associação dos produtos à classe C, além de uma alta inflação presente no Brasil na época, a empresa passou uma crise no início dos anos 90. O seu público, em uma tentativa de tornar o calçado diferente, passou a virar a sola para cima e assim usá-lo monocromático.

A marca não viu outra alternativa que não fosse ressignificá-la e, em 1994, lançou sua primeira linha de calçados monocromáticos. Mas a marca não somente mudou seus produtos como também mudou sua mensagem ao público. Com um produto 100% brasileiro e, finalmente variado, as Havaianas puderam voltar com força ao mercado. 

A empresa provou como o Rebranding não só transforma a marca como  também a vida do seu público. E você, quer esse serviço para a sua marca? Entre em contato com a Facto! 😉

0 visualização

Sobre nós

Funcionamento

Segunda a sexta

das 14h às 18h 

Venha nos visitar

UnB, Campus Darcy Ribeiro, ICC Norte, bloco A, térreo, FAC, sala AT-636, Asa Norte, Brasília.

linkedin (1).png
behance.png
instagram (1).png