Factos de Facto

Fale a verdade, com certeza você já ouviu falar sobre o Movimento Empresa Júnior e sobre a Facto – Agência de Comunicação. Porém, o que atiça a curiosidade das pessoas são as histórias quase ocultas relacionadas a algo ou a alguém. Portanto, se prepare, pois a manada organizou algumas memórias sobre os primeiros anos de vida da EJ.

Sabia que a Facto não teria esse nome? Nos documentos iniciais, os alunos fundadores optaram por chamar a empresa de Tangente Comunicações. A mudança de nome surgiu depois que um dos estudantes ouviu a palavra “facto” durante uma palestra dos cantores Chitãozinho & Xororó, realizada na Universidade de Brasília (UnB).

Ainda no mesmo documento, o único serviço disponível seria o de criação de conteúdo jornalístico para empresas como a Globo e a CBN. Foram necessários seis meses para cuidar da burocracia. Durante o período, os alunos viajaram para a Argentina a fim de conhecer mais sobre as agências de fora do país e criar serviços inovadores no mercado.

Os professores da Faculdade de Comunicação apelidaram os sete alunos responsáveis de Liga da Justiça. Por isso, em referência a kryptonita, a equipe escolheu a cor verde como um símbolo da Facto.

De acordo com relatos dos fundadores, nos primeiros meses, a EJ se localizava no mezanino, e os membros trabalhavam no chão. O espaço foi organizado por todos: almofadas verdes e pretas no piso, algumas extensões, dois cartazes com o nome da empresa nas paredes, um pequeno tapete na frente da escada e um telefone celular.

A cultura de manada surgiu depois que a Facto fechou o primeiro projeto. Os membros ficaram tão felizes, que a escolha deles foi virar a noite para a realização do trabalho. Depois desse episódio, eles denominaram-se elefantes e manada, pois eram alguns dos elementos do cliente com o qual trabalhavam.

A mascote Elefôncio tem esse nome em homenagem ao Gerôncio, pai da primeira Presidente. Isso porque ele levava, ao menos três vezes por semana, bombons para a turma.

Quando a música Liga da Justiça ficou famosa, no carnaval de 2010, os membros efetivos homenagearam os fundadores com um vídeo em que dançavam a coreografia, fantasiados. A gravação foi vencedora de um concurso cultural, e a Facto ganhou de presente um grafite. Naquele ano, a sede já tinha alguns metros quadrados, com teto e com cadeiras.

Hoje a Facto vive uma realidade bem diferente do que era no início, não é mesmo? Com um corpinho de oito, mas uma mente de trinta anos, a empresa cresce cada vez mais. Tudo melhora, até o senso humorístico dos membros. Pois você acabou de cair na nossa pegadinha do Dia da Mentira!

Achou mesmo que a Facto foi dessa forma? Pode ser que sim, ou não. Ainda falta um dia para o 1º de abril, no entanto, a data não podia passar em branco. As histórias contadas no texto são todas falsas, mas o Vale da Mentira é a maior verdade que temos. Que tal começar a descobrir mais da EJ no evento? Depois, não deixe de passar na nossa sede para saber mais.

Perdoe a zoação de hoje e não desista da gente. Venha conhecer mais da nossa história e aproveite para apreciar este quadradinho de amor: a Facto. Aliás, nem somos ruins de piadas!

Texto por Carlos Augusto Xavier Arte por Daniela Franca

0 visualização

Sobre nós

Funcionamento

Segunda a sexta

das 14h às 18h 

Venha nos visitar

UnB, Campus Darcy Ribeiro, ICC Norte, bloco A, térreo, FAC, sala AT-636, Asa Norte, Brasília.

linkedin (1).png
behance.png
instagram (1).png