Três lições sobre redes sociais para aprender com a Netflix

Estava na frente do meu notebook, em um corredor entre a cozinha e a sala de estar da minha casa. Naquele momento, tentava me concentrar no episódio de algum desenho qualquer na internet, mas os barulhos dos cômodos incomodavam um pouco.

Enquanto isso, o vídeo demorava para carregar. Quando, enfim, os personagens começaram a falar, e o episódio a fluir, um anúncio gritou na tela. Letras vermelhas que formavam a palavra “Netflix” me encheram os olhos de mais impaciência. “Deve ser só mais uma empresinha”, pensei rápido enquanto fechava o anúncio.

Pode parecer engraçado, mas foi assim o meu primeiro contato com a Netflix, uma plataforma streaming que reúne as melhores séries da vida e alguns bons filmes também. Isso foi em 2014, e olha só no que ela se tornou!

Mas, além de ser referência em séries e filmes, a Netflix é um exemplo que quase todos os consultores de marketing têm em mente. Se você quer fazer o seu negócio disparar com as redes sociais, precisa entender esse caso de extremo sucesso.

No início, a Netflix era uma locadora estadunidense online, fundada pelos empreendedores Reed Hastings e Marc Randolph em 1997. Em 2007, a marca começou a disponibilizar séries e filmes que poderiam ser acessados instantaneamente no computador e, assim, começou a se tornar a Netflix que conhecemos hoje. Já em 2011, chegou na América Latina e, em 2012, na Europa. Em 2014, ganhou o Emmy em sete categorias com as boas e velhas séries House of Cards e Orange is the New Black

No meio disso tudo, as redes sociais tornaram a maior plataforma streaming do mundo mais e mais conhecida entre o público. Entre as estratégias usadas, listo as três principais que você precisa ficar de olho e pode usar como inspiração para o seu próprio negócio:

  1. A Netflix sabe com quem fala

Não dá pra negar: a Netflix tem o público-alvo muito bem delimitado. Não à toa, as publicações que faz no Facebook têm tantas interações dos seguidores. O perfil da plataforma teve, por exemplo, 536.021 curtidas e reações em postagens, entre 26 de setembro e 26 de outubro de 2016. Foi o que as pesquisadoras Ana Carolina Paim e Andréia Athaydes publicaram em um artigo sobre a Netflix. Seria um sonho ter tudo isso em apenas um mês, né?

O resultado, entretanto, vem de muito esforço. A linguagem utilizada pela Netflix no Facebook transparece o seu público, desde a forma que aborda os conteúdos publicados na página a como responde os seus seguidores, com descontração e, principalmente, criatividade. 

Por isso, aqui está uma dica valiosa: quando apostar em um empreendimento, delimite o seu público-alvo com clareza por meio de pesquisas de mercado. Mensure oportunidades e, também, dificuldades. A partir daí, monte a sua persona, ou seja, uma espécie de cliente ideal. Com essas informações em mente, evidencie o posicionamento da sua marca. É o que a Netflix faz: com um público majoritariamente jovem, entre 18 e 34 anos, a plataforma usa e abusa de memes e expressões descontraídas em quase tudo que publica. 

  1. A Netflix sabe criar conteúdo

Uma vez que entende o seu público-alvo, a Netflix sabe qual tipo de conteúdo produzir. Com publicações originais, a fan page relaciona produtos da marca a ícones da Cultura POP, além de postar vídeos autorais no Facebook que divulgam conteúdos disponíveis na plataforma. Foi o caso de um vídeo de divulgação da série brasileira Samantha!, com descontração e muita criatividade. De quebra, a Netflix ainda brinca com a própria marca. 

Além disso, não dá pra negar que a Netflix entende bem o cenário social, político e econômico em que está. E, é claro, não deixa de fazer aquela brincadeira. Foi o caso de um vídeo de divulgação da série brasileira O Mecanismo, com a criação da Loja da Corrupção. 

Por fim, a Netflix entende as relações do seguidor com o produto. Pra deixar isso claro, a marca relaciona pensamentos comuns dos consumidores com as próprias séries que oferta. Foi o caso de um post sobre a série The Rain, a qual conta com um abrigo em seu cenário principal. 

Fica aqui, então, a segunda dica para a comunicação do seu negócio: entenda o seu público-alvo e, assim, produza conteúdos que interajam diretamente com o cotidiano dele.

  1. A Netflix responde o público (e como!)

Isto é certo: as respostas da Netflix aos seguidores na página do Facebook é a melhor parte do planejamento de mídias da plataforma! Primeiro por dar aos visitantes da fan page e aos consumidores do produto uma sensação de humanização da marca. Segundo por dar um perfil inovador e muito (muito) criativo à Netflix. 

A plataforma responde aos seguidores para se aproximar do público, podendo proporcionar, assim, maior fidelização de clientes. É incrível! Se você nunca viu esse show de comentários, estes são apenas alguns exemplos: 

No último caso, a Netflix interagiu com a página do próprio produto (a série Samantha!, aquela que citei lá em cima). Genial, não?

É, interagir com o nosso público-alvo é fundamental. Humaniza a marca e a torna mais próxima das pessoas. Para Heren Zeitoun, Diretora Global da GfK, empresa alemã referência em pesquisa de mercado, a humanização da marca é um dos segredos para a captação e fidelização de clientes. 

De fato, a Netflix tem muita coisa pra nos ensinar! Fique atento a essas dicas e comece a observá-las na fan page da plataforma streaming. Depois, pense em como as lições aprendidas se aplicam ao seu próprio negócio.

Pra uma marca que eu jurava ser só mais uma no começo, até que ela sabe o que faz.

Texto por Gabriel Bandeira Arte por Carina Benedetti 

0 visualização

Sobre nós

Funcionamento

Segunda a sexta

das 14h às 18h 

(61) 3107-6533

Venha nos visitar

UnB, Campus Darcy Ribeiro, ICC Norte, bloco A, térreo, FAC, sala AT-636, Asa Norte, Brasília.

linkedin (1).png
behance.png
instagram (1).png